MPT lança livro com panorama sobre enfrentamento ao tráfico de pessoas

Obra “Tráfico de Pessoas – Uma Visão Plural do Tema” foi disponibilizada em formato digital e conta com 32 artigos assinados por procuradores do Trabalho e autoridades que atuam para combater esse crime

 Brasília – Nesta sexta-feira (30), Dia Mundial e Nacional de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas, o Ministério Público do Trabalho (MPT) lançou o livro “Tráfico de Pessoas – Uma Visão Plural do Tema” em formato digital. A obra traz os principais feitos e reflexões colhidos nos três anos de atuação do Grupo de Trabalho (GT) de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas do MPT e também apresenta os trabalhos e as pesquisas de diversas autoridades e representantes da sociedade civil que atuam no enfrentamento ao tráfico de pessoas no Brasil. Clique aqui para acessar a publicação.

Com mais de 800 páginas, o livro é dividido em quatro capítulos e possui artigos como “O pandemônio das mulheres em tempos ordinários e pandêmicos”, “Política Nacional de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas: governança, perspectivas e desafios” e “Identidade de Gênero e o Tráfico de Pessoas: um desafio para a Psicologia.”

Segundo uma das organizadoras da obra, a procuradora do MPT Tatiana Bivar Simonetti, a obra tem como objetivo abordar temas tais como: migrações como fator de alta vulnerabilidade ao tráfico de humano, a relação entre exploração sexual infantil e tráfico humano, as vulnerabilidades de pessoas transexuais a esse crime, tráfico humano em região de tríplice fronteira ou na zona rural. “O livro busca compartilhar a atuação e experiências que foram construídas pelo MPT ao longo desses anos até o presente momento e, principalmente, ter nessa única obra uma visão plural e complementar sobre o tráfico humano no Brasil”, explicou a procuradora.

Além de Tatiana Bivar Simonetti, o livro conta ainda com a organização das procuradoras e dos procuradores Christiane Vieira Nogueira, Augusto Grieco Sant’Anna Meirinho e Catarina von Zuben.

Podcast – Para marcar o lançamento do livro, o MPT também lançou nesta sexta-feira (30) um podcast especial que aborda a temática sob vários aspectos. O programa traz relatos dos autores dos artigos bem como de uma vítima desse crime. O podcast está disponível no Spotify. Clique aqui para ouvir.

GT – O Grupo de Trabalho de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas foi instituído no início de 2018 e integra a Coordenadoria Nacional de Erradicação ao Trabalho Escravo e Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas (Conaete) do MPT.

Dados – De 2016 a 2020, o Ministério Público do Trabalho (MPT) recebeu 811 denúncias sobre aliciamento e tráfico de pessoas. No mesmo período a instituição ajuizou 91 ações civis públicas e firmou 217 termos de ajuste de conduta (TAC) sobre o mesmo assunto. Somente em 2021, o MPT recebeu 110 denúncias até o dia 25 de julho.

Imprimir